A invasão da Ucrânia pela Rússia em 24.02 atingiu negativamente a economia e o equilíbrio geopolítico mundial.

A Rússia em guerra traz insegurança para o mundo. Ela é uma potência militar atômica e, historicamente, é um ator militar importante para vencer ditadores ansiosos por conquistas territoriais, como quando executou a famosa terra arrasada contra Napoleão Bonaparte ou quando ocupou Berlim na 2a. Guerra Mundial.

O presidente Vladimir Putin alega ter determinado a invasão para defender interesses de russos residentes na Ucrânia, para enfrentar possíveis grupos neonazistas, para garantir a neutralidade da Ucrânia e evitar sua adesão à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

Esta é a primeira guerra do século XXI a gerar consequências negativas globais.

Os países da Europa e os Estados Unidos se aliaram para impor retaliações à Rússia, como fechamento do espaço aéreo, banimento das transações internacionais, congelamento de ativos financeiros, etc. Além disso, enviaram ajuda bélica para a Ucrânia fazer a sua defesa.

Essas retaliações não afetaram apenas os russos, mas agravaram as repercussões negativas nos demais países, ao fazer disparar, ainda mais, os preços de alimentos e derivados de petróleo.

Além disso, os Estados Unidos, de forma inconveniente, tm ajudado militarmente os ucranianos a se defenderem e, com isso, tem gerado inquietações sobre uma possível guerra mundial.

De outro lado, a guerra da Rússia contra a Ucrânia gerou insegurança nos países e necessidade de reforçarem seus armamentos. A Alemanha, por exemplo, fez o maior investimento em rearmamento desde a 2a. guerra mundial.

A quem interessa uma guerra? Quem lucra com a guerra?

A guerra infla o ego dos governantes dos países em guerra.

Vladimir Putin faz uma guerra para reforçar sua imagem política interna, com o discurso ser necessária a retomada da hegemonia geopolítica da Rússia na região e de construir uma fronteira mais segura, após o esfacelamento da União Soviética.

Zelenski, presidente da Ucrânia, decidiu enfrentar a Rússia, mesmo sabendo da impossibilidade de ganhar essa guerra. Após a invasão da Ucrânia, ele tem se portado teatralmente para manipular os países para apoiarem diplomaticamente, financeiramente e militarmente a Ucrânia.

A guerra fez aumentar o faturamento de grandes conglomerados produtores de armamentos, minérios e alimentos.

Os demais atores têm prejuízos. Milhares de ucranianos e russos morreram, a Ucrânia teve sua infraestrutura destruída, a Europa recebeu milhões de ucranianos, a inflação mundial dos alimentos (trigo, soja, milho, carnes, etc.) e dos minérios (petróleo, ferro, alumínio, etc.) piorou as condições de vida das pessoas, principalmente dos mais vulneráveis.

Até o momento, a Rússia e a Ucrânia não chegaram a um acordo para finalizar a guerra e os demais países deveriam agir para viabilizar o fim do conflito.

Euler Antônio Vespúcio – advogado tributarista

 

Comentários