Na quarta-feira (14) foram sorteadas para famílias escritas no programa do governo federal Minha Casa, Minha vida 648 unidades habitacionais, localizadas no residencial Geraldo Veloso da Cunha.
Como a região onde estão as casas estão localizadas, na saída para a comunidade de Papagaios, não possui praticamente comércios e nem programas do município, tendo, inclusive, índices preocupantes de violência a Prefeitura está buscando formas de melhorar as condições de acolhimento da população que lá está, e da que, em alguns dias, passará a morar no local.
Um projeto já foi enviado à Caixa, que repassou a solicitação ao Ministério das Cidades, para garantir uma UBS (Unidade Básica de Saúde), um Cras (Centro de Referência de Assistência Social) e uma escola municipal no local.
Por lei, 6% do valor total do empreendimento devem ser destinados para equipamentos públicos. No caso do Residencial Geraldo Veloso, esse valor fica entre R$ 1,6 milhão e R$ 1,8 milhão, segundo dados da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano. São esses recursos que estão sendo pleiteados para a construção da UBS, do Cras e da escola.
Segundo o prefeito Moacir Ribeiro, mesmo que não seja possível conseguir a UBS por meio do Governo Federal, já há contatos com o Estado para destinar um posto de saúde para o residencial. ?Além de garantir a realização do sonho da casa própria, queremos assegurar uma condição de vida digna a todos os moradores?, declarou o prefeito.

Comentários
COMPATILHAR: