A primavera já chegou oficialmente, mas só dá a cara de vez em quando, pois faz frio e chove. Vamos rezar para que ela traga, além do verde e das cores, da temperatura ideal (será?) e do renascimento da vida, mais sol e tempo bom.

O dia da árvore, comemorado antes do começo da primavera não teve muito para comemorar, principalmente aqui no Brasil, onde as queimadas destroem florestas em quantidades inimagináveis. E o desgoverno brasileiro e o ministério contra o meio ambiente fazem propagando mentirosa lá fora, dizendo que é exagero, que é apenas foguinho ocasional e botam a culpa em índios e “caboclos”. Tá bom. Ainda bem que o mundo inteiro não acredita mais no mentiroso de carteirinha. Mas as florestas brasileiras continuam abandonadas a sua própria sorte.

Então a primavera chegou. O tempo não lhe anunciou a chegada com o brilho que a estação merece, a época é de clima cinzento, tanto pelas nuvens como pela guerra que grassa ainda e prejudica toda a economia mundial, como se já não bastasse a pandemia. Mas a primavera traz esperança e a vida prosperará. Vi a primavera no meu jardim, onde tudo está florescendo. Os pés de araçás, os cravos, os hibiscos, as orquídeas, até aquelas de caules longos, cujo nome desconheço. Um dos meus pés de jacatirão abriu um botão temporão, vejam só, agora, quase no fim de setembro, só pra homenagear a recém-chegada primavera. Até os pés de cebolinha floresceram suas flores roxas, assim como o morango, o manjericão, a arruda, o guaco e tantas outras plantas.

Nas ruas, ainda floresce o ipê. Tudo vai florescer, daqui por diante. A vida vai florescer. Tudo terá mais cor, pois o sol voltará, depois da chuva, e as pessoas deixarão florescer os sorrisos, e eles serão sorrisos por inteiro, não só o sorriso dos olhos, como até recentemente, quando os lábios eram cobertos pelas máscaras, pela pandemia que a primavera ajuda a afastar.

A estação mais bonita do ano chegou. Tudo brotará, com viço, até a alegria no coração das pessoas. O verde ficará mais verde, toda cor ficará mais viva. Toda árvore, da maior a mais simples, toda planta prestará seu tributo à Mãe Natureza, desabrochando suas flores. É tempo de primavera, tempo de recomeçar, de renascer, tempo de brotar para a vida. É tempo de viver. Então precisamos nos cuidar, para que a pandemia ou outra doença não volte com força e possamos viver toda a renovação da primavera.

Rio, nosso neto português de 3 anos e meio nem sabe o que é primavera, mas ele é bem a imagem dela. E gosta dela, porque ele adora verde e cores.

 

COMPATILHAR: