O projeto de lei que prevê o ensino da Lei Maria da Penha nas escolas estaduais foi aprovado na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), nesta quinta-feira (23). O PL 99/19 recebeu, em 2º turno no Plenário da Casa, 42 votos a favor e apenas 1 contra.

O texto, de autoria da deputada estadual Ana Paula Siqueira (Rede), agora segue para sanção ou veto do governador de Minas, Romeu Zema (Novo).

O texto prevê que as noções básicas da Lei Maria da Penha sejam ensinadas nas escolas da rede pública. “A violência doméstica é um crime que gera cerca de 400 boletins de ocorrência por dia no Estado, acomete muitas mulheres e leva até a morte. (O PL) Tem como objetivo trabalhar com meninos e meninas contra esse crime”, afirma a autora do projeto.

Dentro da proposta, também estão previstas a capacitação de professores sobre o tema, conscientização da comunidade escolar inteira e a implementação da Semana Escolar de Combate à Violência contra a Mulher.

A deputada ressalta a importância de falar sobre a Lei Maria da Penha para os jovens. Ela conta que tem visitado escolas e tem recebido relatos de muita violência em namoro entre eles. “Trabalhar sobretudo com os meninos para o fim da cultura machista, que naturaliza a violência contra as meninas. Muitas vezes eles reproduzem o que viveram em suas casas”, diz a parlamentar.

Segundo ela, a proposta não irá incluir uma matéria na grade curricular, mas sim implementar debates durante todo o ano.

Caso o governador Romeu Zema vete alguma parte do Projeto de Lei, o texto volta à Assembleia, para os deputados derrubarem ou manterem o veto.

 

Fonte: Hoje em Dia

Comentários