Casa de Bonecas é a dica de leitura desta semana. O projeto “No Meio do caminho Tem um Livro” é idealizado pelas três bibliotecas públicas de Formiga.

Et Dukkehjem nome original da obra em Norueguês foi escrito por Henrik Ibsen, um dramaturgo também norueguês que começou a escrever a peça em 1878 e finalizou em 1879, ano que teve a primeira apresentação da peça, em 21 de dezembro no Det Kongelige (Royal) Teater, em Copenhage.

O livro é uma peça de teatro de fácil leitura.

Dividido em três atos, a obra conta a história de Torvald Helmer, um sucedido gerente de banco, casado com Nora Helmer, a esposa modelo que era tratada pelo marido como se fosse uma delicada boneca de porcelana. Nora é descrita como uma mulher fútil, que gosta de gastar fazendo compras. Só que esse “gasto” é justificado para pagar um empréstimo, que ela fez, para pagar uma viagem que salvou a vida do marido. Nora, não tem o reconhecimento do marido, já que uma mulher não poderia fazer empréstimo sem o consentimento de um homem, por ele ocorreu uma fraude.

Nora, apesar de muito forte, é tratada por todos como infantil, sendo sempre chamada no diminutivo pelo marido, como bichinho lindo; cotoviazinha; pessoinha engraçada; minha perdulariazinha; desprotegidazinha, este tratamento a incomoda muito. As inúmeras tentativas de agradar ao marido, deixam claro, a tensão desse casamento regido pelas aparências, onde a mulher é sempre o lado mais frágil e fraco.

A obra se passa em meio as impiedosas convenções sociais, sobre as mulheres no final do século XVIII, um casamento perfeito aos olhos da sociedade, na verdade esconde um dilema da bela esposa recatada e do lar, e uma atitude do passado onde poderá colocar seu matrimônio em risco.

Até onde uma pessoa é capaz de ir para salvar o seu casamento?

O livro surpreende pela atitude ousada de Nora ou seria um escândalo?

E é exatamente esse ato, que torna a história tão marcante? Porque o título Casa de Bonecas?

A Biblioteca Osório Garcia possui está obra e várias outras com assuntos diversos em seu acervo, à disposição dos leitores.

Fonte: bibliotecas públicas

Foto: divulgação biblioteca pública

Comentários
COMPATILHAR: