Um homem de 28 anos foi morto pela Polícia Militar após tentar assaltar uma loja de materiais esportivos na noite dessa segunda-feira (28), em São Lourenço (no Sul de MG).

Segundo a PM, o homem, que foi identificado como Ricardo Mateus da Silva Oliveira, teria ameaçado agredir um policial com uma faca.

Testemunhas contaram aos policiais que dois homens armados com faca invadiram a loja localizada na Avenida Damião Junqueira de Souza, no Bairro Nossa Senhora de Fátima. O proprietário da loja, de 37 anos, estava escondido em seu estabelecimento e contou aos policiais que foi agredido e esfaqueado pelos criminosos durante o assalto.

Funcionários de uma lanchonete que fica à frente da loja relataram aos policiais que tentaram conter os autores, mas foram ameaçados e recuaram. As testemunhas também disseram que um dos suspeitos fugiu em direção à rua Sebastião Furtado.

Neste endereço, os policiais abordaram e prenderam um dos suspeitos, um homem de 45 anos. Segundo a PM, ele disse que o outro envolvido no assalto é seu sobrinho, o jovem de 28 anos, e que ele estava em sua casa.

Os militares então cercaram a residência e ordenaram que o suspeito saísse do local. Após ouvirem barulhos na lateral da casa, os policiais viram o suspeito ir em direção à equipe com uma enxada na mão, para fugir do local. Para tentar conter o suspeito, os militares fizeram disparos de balas de borracha.

Ao ver que não conseguiria fugir, o suspeito teria corrido para os fundos da casa. Segundo a polícia, o jovem teria partido para cima de um dos policiais com uma faca. Diante disto, o militar disparou contra o homem para contê-lo.

Após os tiros, o autor foi socorrido e encaminhado para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. O local foi preservado até a chegada da perícia.

O comerciante também precisou ser encaminhado ao hospital. Ele apresentava escoriações por todo o corpo, tinha cortes na boca, nas mãos e inchaço no rosto, e ficou em observação.

A proprietária do imóvel contou aos policiais que é mãe do homem de 45 anos e que ele tem problemas psiquiátricos. Ela também disse que é avó do jovem de 28 anos e que ele sempre se envolve em confusões e arrasta seu filho com ele.

A faca utilizada e a enxada foram apreendidas.

Com relação ao militar que fez os disparos, a PM informou que tomou as medidas de praxe através de procedimento interno da instituição.

Fonte: G1

 

Comentários
COMPATILHAR: