Uma operação da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) está investigando um suposto Pai de Santo, de 56 anos, acusado de dopar e estuprar mulheres durante rituais religiosos. O caso aconteceu em Lagoa Dourada, no Campo das Vertentes.

A polícia cumpriu um mandado de busca e apreensão na casa do suspeito, nesta quarta-feira (11). Segundo as denúncias, o Pai de Santo prometia trazer fertilidade para as mulheres e, durante o ritual, as dopava e estuprava.

Durante certo momento do ritual, o suspeito entregava um líquido para as mulheres e pediam para que elas colocassem um vestido semitransparente. Segundo as vítimas, elas ficavam tontas e confusas e muitas vezes perdiam a consciência. Elas relataram que acordaram nuas e com dores no corpo.

O suspeito dizia às vítimas que tinha permissão dos espíritos dos maridos para consumar a relação sexual e “abrir o caminho da gravidez”. Ele também “ungia” a genitália das mulheres alegando que o ato servia para “retirar o espírito que rouba bebês”.

Apreensão

Na casa do suposto Pai de Santo foi encontrado filmes pornográficos e materiais de zoofilia e pedofilia, além de roupas íntimas femininas, lubrificante sexual, frascos de remédios e bebidas alcóolicas.

A Polícia Civil pediu para que outras vítimas do homem realizem a denúncia na delegacia local. As autoridades garantem total sigilo no processo.

 

 

Fonte: Itatiaia

Comentários
COMPATILHAR: