Com o aumento do número de casos confirmados de Covid-19 em Minas, junto ao avanço da variante Ômicron, o governo do Estado não descarta adotar medidas mais restritivas para tentar frear a disseminação do vírus. A informação é do secretário de de Saúde, Fábio Baccheretti.

Por enquanto, todas as regiões seguem na Onda Verde do programa Minas Consciente. No entanto, a permanência está atrelada à ocupação de leitos destinados aos pacientes com a doença. 

“Ontem (12) tivemos reunião do Minas Consciente. A incidência do número de casos tem uma pontuação menos importante que a ocupação de leitos porque a nossa preocupação é sempre não conseguir atender as pessoas. Temos ainda um número de pacientes muito abaixo do já vivenciado”, afirmou Baccheretti.

Segundo ele, o governo seguirá acompanhando o cenário de forma diária. “Se for necessária alguma medida restritiva, iremos adotar”. 

Estádios mais vazios

Um possível cenário de restrições pode ser definido já na próxima semana. Conforme o secretário, definições sobre a presença de público nos estádios de futebol estão em pauta. 

Em 26 de janeiro terá início a temporada de 2022 dos clubes do Estado, com jogos Campeonato Mineiro. “Conversei há pouco com o presidente da Federação Mineira de Futebol (FMF), Adriano Aro, falei da nossa preocupação com o aumento no número de casos. Vamos observar a pandemia e iremos fazer uma reunião para decidir como iremos lidar com isso”.

De acordo com o secretário, grandes públicos não estão recomendados no momento, mesmo com pessoas vacinadas. “Porque a transmissão da Ômicron ocorre até com imunizados. Temos que evitar a transmissão. Até dia 26 iremos tomar uma decisão”.

Fonte: Hoje em Dia

Comentários
COMPATILHAR: