Um padre mineiro, de 54 anos, foi preso em flagrante suspeito de produzir e armazenar conteúdos pornográficos de um adolescente. Ele foi detido em flagrante após denúncia de um membro do alto escalão da igreja.

Segundo informações da Polícia Civil (PC) realizou nessa quarta-feira (3) a operação “Falso Profeta”, cumprindo cinco mandados de busca e apreensão em três locais: São João del-Rei, em Minas, cidade natal do religioso; na capital São Paulo, onde ele mora atualmente, e na cidade de Goiás, onde ele já atuou como religioso.

Durante a ação, os policiais puderam apreender o celular do suspeito. Foram encontradas imagens pornográficas de um adolescente, inclusive com imagens próprias em que o padre aparecia ao lado da vítima, de 17 anos. Em uma das imagens, o adolescente está sem roupa, de acordo com os investigadores.

Até o momento, segundo o delegado do caso, Evandro Radaelli, a PC tem a comprovação de apenas uma vítima. Mas as investigações apontam que possam existir mais.

Modo de agir

As apurações apontam que o padre, natural de São João del-Rei, tem um projeto social com teor educacional. A PC ainda informou que o projeto não foi aprovado pela igreja católica e não tinha nenhuma ligação com a entidade religiosa.

Segundo a Polícia Civil, ele fazia um intercâmbio, trazendo os adolescentes de Goiás para os projetos em Minas ou em São Paulo.

A Polícia Civil vai investigar onde os abusos aconteciam e como o suspeito conseguia autorização da família para levar as crianças para o projeto social.

Tabela com preços

A PC também revelou que o adolescente recebia um valor a cada ação que ele cumpria. A tabela com os preços especificados foi descoberta em conversas presentes no celular do investigado. Os valores não foram detalhados pela polícia, mas foi descoberto que um dos pagamentos era para ele ir visitar o investigado em São Paulo.

Fonte: Hoje em Dia

COMPATILHAR: