A Polícia Federal realizou na manhã desta quinta-feira (29) uma operação em lagoa da Prata. Foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão por 31 policiais federais em empresas e residências no município.

A ação visa combater uma associação criminosa que atua na extração ilegal de areia. A estimativa feita pela Polícia Federal é de que o prejuízo causado pelo grupo chegue a R$ 2,5 milhões, além dos danos ambientais não estimados.

Em 2022 e 2023 a empresa investigada na operação movimentou R$ 2,4 milhões. Os envolvidos poderão responder pelos crimes de usurpação mineral e falsidade ideológica, cujas penas máximas somadas chegam a 11 anos de prisão.

O nome da operação é baseado na forma como é chamado o local de extração de areia.

Fonte: Rádio Vertical FM

 

COMPATILHAR: