Uma professora de 53 anos que morreu na última terça-feira (29) em Formiga, no Centro-Oeste de Minas Gerais, pode ter sido vítima de um raio. Ela estava na comunidade de Albertos quando um raio caiu perto da casa dela. Em seguida a mulher caiu e morreu.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para socorrer a vítima e a levou até uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas ela não resistiu e morreu. Somente o exame do Instituto Médico-Legal (IML) poderá comprovar a causa da morte. Pela Defesa Civil estadual a morte também não entrou ainda como vítima da chuva.

A professora deixou três filhos. Ela era bastante conhecida na cidade e os moradores lamentaram a morte dela pelas redes sociais. O corpo já foi velado e enterrado.

O Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (SindUte-MG), informou por nota, que a professora morreu de parada cardíaca após o raio cair perto da casa dela. Rita Inês Cunha, deu aula em escolas estaduais e municipais de Formiga.

“No cantinho do coração, um dia para silenciar, contemplar e toda uma vida para agradecer à professora Rita Inês Cunha. Agradecer pela sua vida, luta e legado. A professora leva um pouco de nós e nos deixa um tanto de si. Amiga, companheira querida, dedicada à escola pública, ao ensinar e aprender. Honraremos sua trajetória com muita luta em defesa de uma educação pública de qualidade social para os filhos e as filhas da classe trabalhadora”, disse a nota.

 

Fonte: O Tempo

COMPATILHAR: