Os corpos de duas vítimas do acidente com ônibus que capotou e causou sete mortes na rodovia MG-120, em São João Evangelista, na região do Rio Doce, foram trocados. O erro só foi descoberto pela família de uma delas no momento do velório que iria acontecer nesta quinta-feira (18). O capotamento deixou outras 15 pessoas feridas.

Uma das vítimas seria velada em Santa Maria do Suaçuí, cidade localizada na região do Rio Doce. “Quando o corpo chegou para a cerimônia, os parentes notaram, após o caixão ser aberto, que não se tratava da familiar”, revelou uma fonte que optou pelo anonimato.

O corpo trocado estava a caminho de Belo Horizonte. “Imediatamente entraram em contato com a funerária que fazia o traslado. Então, não chegou à capital mineira. O que sabemos é que a situação foi regularizada”, disse ela.

Em nota, a Polícia Civil (PCMG) disse que os corpos foram encaminhados para o Posto Médico-Legal em Guanhães, onde foram submetidos aos exames periciais e liberados. Ainda conforme a PCMG, na manhã de quinta-feira, a instituição tomou conhecimento, por meio de familiares, acerca do problema no transporte dos corpos de duas mulheres entre cidades distintas.

A PCMG afirma que imediatamente adotou as medidas cabíveis para o devido esclarecimento dos fatos e atribuição de responsabilidades. A polícia lamentou ainda o ocorrido e se solidarizou com as famílias envolvidas “nesse momento de dor e tristeza”.

O acidente 

O coletivo saiu de Belo Horizonte e tinha como destino a cidade de Capelinha, no Vale do Jequitinhonha. A causa do acidente é investigada pela Polícia Civil.

Em depoimento à Polícia Militar, o motorista do ônibus, um homem de 46 anos, disse que perdeu o controle da direção do veículo após tentar desviar de cachorros que atravessavam a pista. O veículo tombou lateralmente em uma mata às margens da estrada.

Equipes do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, da Polícia Civil e da Polícia Militar Rodoviária (PMRv) foram acionados para o local.

Veja quem são as vítimas:

1) Maria Arlete dos Santos, 49 anos

Naturalidade: Santa Maria do Suaçuí (MG)

2) Fernando Rodrigues Queiroz, 37 anos

Naturalidade: Venda Nova (MG)

3) Sebastião de Jesus Oliveira, 62 anos

Naturalidade: São Sebastião do Maranhão (MG)

4) Aparecida Maria Pires, 51 anos

Naturalidade: Belo Horizonte (MG)

5) Arlete Gomes da Silva, 58 anos

Naturalidade: Água Boa (MG)

6) Edalci Pimenta dos Santos, 63 anos

Naturalidade: distrito de Glucínio – Santa Maria do Suaçuí (MG)

7) Maria das Dores Rodrigues Queiroz, 70 anos

Naturalidade: Capelinha (MG).

Fonte: O Tempo

COMPATILHAR: