Professores da rede estadual de ensino de Minas Gerais estão com as atividades paralisadas nesta terça-feira (29). Por volta das 14h, representantes da categoria realizaram um ato na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

Segundo o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (SindUTE-MG), a principal reivindicação dos professores é a luta contra a proposta de Regime de Recuperação Fiscal (RRF), defendida pelo governador Romeu Zema (Novo).

A reportagem do Estado de Minas apurou, junto ao SindUTE-MG, que eram esperadas para a manifestação cerca de 20 entidades que representam vários setores do funcionalismo público em Minas Gerais.

Não foi divulgado pelo grupo que representa os professores da rede estadual o número de servidores que aderiram à paralisação. A reportagem também entrou em contato com a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE-MG), que afirmou, por meio de nota, que o governo do estado “mantém diálogo aberto com todas as categorias, levando em conta as necessidades dos servidores e o importante trabalho prestado por eles“.

O informe ainda destaca que a SEE-MG “está acompanhando a adesão das escolas e servidores da rede estadual” e que administrativo estadual segue empenhado em trazer melhorias aos servidores, mesmo diante de um cenário adverso em termos financeiros. Por fim, o comunicado reitera que “mantém abertos os canais de diálogo com os servidores e seus representantes“.

 

Fonte: Estado de Minas

 

COMPATILHAR: