A Unidade da Uninassau em Belo Horizonte, que funciona no antigo prédio da UniBH, no Bairro Lagoinha, Região Noroeste, pegou os alunos e professores da universidade desprevenidos ao anunciar o encerramento das atividades acadêmicas da instituição. Em uma reunião, que aconteceu na última quinta-feira (22), os colaboradores foram informados da decisão, assim como os alunos, em uma outra reunião.

Um professor da universidade, que preferiu não ser identificado, conta que o corpo docente está abalado com a decisão, já que, de repente, se viram desempregados. “Todo mundo ficou sem chão”, ele diz. O professor relata que a universidade alegou que o prédio passaria por reformas que impediriam que a Uninassau continuasse operando no local. O responsável por informar os professores da decisão disse que as atividades seriam interrompidas por seis meses, e depois disso, os profissionais seriam recontratados.

O clima na universidade já estava tenso entre os professores, que foram submetidos a exames médicos que, depois, descobriu-se que era o exame demissional. Ao sair da reunião, os docentes foram encaminhados para uma sala em que assinaram o aviso prévio, que é um documento obrigatório emitido 30 dias antes da demissão. Além do desemprego, os professores ainda enfrentam o dilema do que fazer com os seus alunos, que estavam próximos do fechamento do semestre na faculdade.

O professor da Uninassau conta que os professores da universidade são muito competentes, a maioria, cursando pós-doutorado, e agora “tentam se realocar no mercado”. Para os alunos, o dilema é encontrar uma instituição com as mesmas condições, incluindo descontos, bolsas e estrutura. Entre os alunos e professores, cogita-se que os estudantes serão transferidos para a Estácio.

A reportagem tentou contato com a Uninassau, sem sucesso.

A Faculdade Maurício de Nassau foi fundada no Recife (PE), em 2003, e, além de Pernambuco, tem unidades na Paraíba, na Bahia, no Rio Grande do Norte, Alagoas, Ceará, Sergipe, Pará, Maranhão, Piauí, Amazonas, Goiás, Brasília e Rio de Janeiro. Nesta segunda-feira (26), o site da Uninassau já não citava Belo Horizonte entre as cidades com unidade de ensino do grupo.

 

Fonte: Estado de Minas

 

COMPATILHAR: