A estadunidense Lucy Studey contou à revista “Newsweek” que seu pai assassinou dezenas de jovens durante várias décadas e que ele teria feito os filhos a enterrar os corpos. A Polícia Federal dos Estados Unidos (FBI) está investigando o caso.

Ela disse que seu pai, Donald Dean Studey, que morreu em 2013, deve ter matado entre 50 e 70 mulheres ao longo de 30 anos. Os corpos teriam sido jogados em um poço.

Lucy também revelou que ela e seus irmãos eram obrigados a levar os corpos e os cobrir com terra e lixívia – utilizada para esconder os restos humanos.

“Toda vez que eu ia para o poço ou para as colinas, eu achava que não voltaria. Achava que ele me mataria porque eu não ficava de boca calada”, contou ela.

A irmã mais velha de Lucy disse que a história relatada não é verdadeira e que ossada do poço seria de outros animais. Com a investigação da polícia em andamento, logo será descoberto qual irmã está contando a verdade.

Fonte: O Tempo

Comentários
COMPATILHAR: